Infiltração de Quelóide

Queloides são lesões de pele decorrentes de uma cicatrização exagerada. Todos os tipos de pele podem ser acometidos, porém são mais frequentes em paciente negros e de descendência asiática. A causa ainda é desconhecida, no entanto, ferimentos infeccionados ou com presença de corpos estranhos apresentam maior chance de desenvolver queloides. Ferimentos localizados no tronco (peito e costas) e orelha (principalmente no lóbulo) são mais suscetíveis ao seu aparecimento. Alguns casos podem surgir após traumas superficiais.

Clinicamente, se apresentam na coloração que varia do róseo ao vermelho, elevadas e endurecidas em relação à pele normal podendo atingir tamanhos variados. O tratamento dos queloides é desafiador. A simples retirada da lesão através de cirurgia não é recomendada, pois pode estimular a recorrência da lesão. A terapia utilizada com maior freqüência é feita através de sessões de infiltração de corticóide realizadas pelo dermatologista no consultório com intervalos de seis a oito semanas entre as sessões. Em alguns casos ainda pode ser realizada uma técnica que combina a retirada cirúrgica da lesão associada à infiltração de corticoide.

 

Nessa técnica, a retirada cirúrgica da lesão pode ser substituída pela criocirurgia (aplicação de nitrogênio líquido). Aplicação de gel de silicone na lesão é outra opção de tratamento, porém com resultados menos eficazes quando comparados ao uso de corticoide dentro da lesão.